Servidor Web com Suporte a IPv6

Projeto de instalação de um servidor web com suporte à IPv6

Graças aos esforços de projetos como KAME e USAGI, a maioria dos daemons para serviços de internet estão sendo atualizados com suporte a IPv6. Esta atualização acompanha a capacidade Dual-Stack presente nos mais diversos OS. Porém, utilização de servidores web v6 ainda é muito pequena por parte dos administradores de sites e ISPs. Isso acontece porque não contabilizaram ainda uma grande mudança por parte dos usuários para o IPv6. Portanto, o panorama é de Web Sites realizando algumas experiências de serviço WWW v6 “nativo” e uma grande maioria utilizando 6to4 ou Tunnel Broker. Uma rápida pesquisa revela que a grande maioria dos grandes Web Sites tem registros AAAA ou A6 associados, o que indica um endereço IPv6 associado.

A consolidação do serviço WWW v6 exige planejamento. Várias soluções estão sendo testadas sendo conveniente citar algumas como base para um maior entendimento. Uma das possibilidades é a utilização de técnicas de Proxy. Ou seja, um servidor Proxy capaz de atender requisições HTTP e FTP, traduzindo e encaminhando requisições para servidores IPv4 quando necessário. Desta maneira, haveria uma “rede separada” com IPv6, conservando simultâneamente os servidores IPv4.

O servidor Apache possui módulos para proxy, caching assim como suporte a IPv6. A versão atual com suporte a v6 é a 2.x.x. Testes bem sucedidos em todo o mundo foram feitos com o Apache 2.0.16.

Paralelamente aos serviços web para servidores, também os navegadores precisam ter suporte a IPv6. Como exemplo, Netscape Navigator 6.x assim como a linha Mozilla foram testados com sucesso. Para indicar o endereço IPv6 a sintaxe muda:

IPv4: 149.76.14.14:80
[3ffe:200:8:1000:250:bbff:fe00:25]:80

Caso procura-se utilizar a tradução de endereço, será necessário ter um DNSv6 funcionando. Em todo caso, a edição (em máquinas Unix-Like) do /etc/hosts permite uma solução local. O exemplo a seguir ilustra uma possibilidade:

no /etc/hosts

::1 exemplo-v6-localhost
3ffe:200:8:1000:250:bbff:fe00:25 exemplo-v6-hostCarlos

A seguir haverá um mapeamento entre os IPs selecionados e seus respectivos alias. Assim estaremos habilitando no navegador o uso de: http://exemplo-v6-localhost/ e também http://exemplo-v6-hostCarlos/

Muitos testes feitos por vários núcleos de pesquisa, assim como empresas de TI não indicam nenhuma maior diferença de desempenho entre servidores WWW v6 e v4. Certamente, as todas as implementações de IPv6 em nível de protocolo ainda não estão concluídas, assim como a estrutura de uma rede v6 ainda não é completa na maioria dos casos, dificultando toda a completa funcionalidade do novo protocolo.

voltar à página dos projetos